quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Reflexão de Hoje= Uma sociedade refém do mal

A cada dia que passa sentimos o quão difícil tem sido viver neste mundo. Se por um lado os avanços da tecnologia e da ciência nos favoreceram, propiciando-nos conforto e bem-estar, por outro perdemos drasticamente, na medida em que vivenciamos momentos de tensão, medo e angústia, considerando a violência que permeia nosso dia a dia.
Mas será que deveremos ficar eternamente reféns do mal? Daqueles que usurpam aquilo que nos pertence, conquistado com nosso suor, simplesmente porque não encaram os desafios da vida? Ou porque "não tiveram oportunidade"? Inadmissível a situação vivenciada por nós, que buscamos ter uma vida digna, ante aqueles que se comprazem com o mal. Será que eles são, em quantidade, mais do que nós? Não acreditamos! A verdade é que vivemos em "guerra", tentando, a todo custo, nos livrar desses que compõem a escória social!
O nosso sistema penitenciário não cumpre o seu real papel. A impunidade grassa em nosso país, estimulando o mal a continuar com suas mesmas práticas, a cada dia nos oprimindo. Até quando?
Delinquentes há, aos montes, que são frequentemente detidos pelas polícias e logo já estão novamente nas ruas! Essa sensação de impunidade lhes dá o "gostinho de quero mais" e, em sendo assim, voltam com suas práticas ignóbeis, deixando a população refém de uma situação fruto da inércia dos governantes e dessa podre e nojenta política brasileira.
É chegada a hora de mudanças drásticas! A começar pelo nosso ordenamento jurídico, como forma de combatermos efetivamente esse mal. Basta dizer que o nosso anacrônico código penal vige há mais de sete décadas, tempo suficiente para avaliarmos que nossa realidade difere, e muito, da época em que ele foi instituído. O que vemos na atualidade são instituições integrantes desse nosso sistema de defesa social que tão-somente têm "enxugado gelo".
''Irlando Oliveira''


LUXO= A marca encanta gerações e promove a elegância o poder de cada mulher. Carmen Steffens ...!

Reconhecida pela sofisticação e exclusividade de seus produtos, a marca encanta gerações e promove a elegância o poder de cada mulher. Carmen Steffens - LUXO - EXCLUSIVIDADE - CONFORTO - 550 lojas | 18 países.

Veja os Benefícios da Hidratação Facial

Se você se descuidar, ao longo dos anos a pele vai perdendo suas propriedades de regeneração e o ressecamento, que antes era transitório, vai se tornando crônico. Com a pele seca e maltratada, a chance de aparecerem rugas é ainda maior, pois a hidratação perdida com o tempo afeta a elasticidade e a flexibilidade. Se a pele for bem tratada e saudável, vai levar mais tempo para apresentar qualquer tipo de anormalidade. A hidratação é um tratamento profundo da pele, capaz de favorecer a elasticidade, luminosidade e a umidade dos tecidos, mantendo o equilíbrio hídrico da pele. A hidratação faz a reposição da umidade da pele, eliminando tensões e suavizando rugas.
Evita o ressecamento: a pele seca e desidratada é opaca, áspera, sem elasticidade e com tendência à descamação. Aquelas pequenas rugas e linhas finas de expressão também ficam mais evidentes quando a pele está ressecada. O hidratante mantém a umidade e acrescenta nutrientes importantes para a revitalização e regeneração do tecido.Melhora a luminosidade: uma nutrição adequada devolve viço à pele. Quando está desidratada, a pele geralmente fica opaca, áspera, sem vida. Quando recuperamos a hidratação, através da aplicação de um bom hidratante, melhoramos seu aspecto, com consequente melhora da sua luminosidade.

Dormir 6 horas por dia faz você ganhar 3 cm de cintura mesmo fazendo dieta, diz estudo

Além de comprometer a capacidade de memorização, aumentar as chances de estresse e ansiedade e até mesmo riscos de doenças cardíacas, dormir mal ou poucas horas por noite atrapalha a dieta e, segundo um recente estudo, um sono de apenas 6 horas pode fazer com que uma pessoa ganhe 3 cm de cintura, mesmo se alimentando corretamente.
Dormir pouco engorda: A pesquisa, realizada pela Universidade de Leeds, Inglaterra, e publicada no jornal científico PLOS ONE, contou com a avaliação dos relatos de 1.615 adultos sobre quantas horas dormiam por noite, assim como anotações sobre seus hábitos alimentares. Foram medidas ainda outros indicadores de saúde, como pressão arterial, colesterol, açúcar no sangue e função da tireoide, bem como o peso e a circunferência da cintura. Os estudiosos observaram que as pessoas que dormiam seis horas ou menos por noite tinham medidas de cinturas até 3cm maiores que aquelas que dormiam por nove horas. O sono mais curto também foi relacionado a níveis reduzidos de colesterol bom, que ajudam a remover a gordura do corpo e evitar doenças cardíacas. O trabalho não encontrou relação entre sono mais curto e uma dieta menos saudável, algo que surpreendeu os pesquisadores, uma vez que estudos anteriores sugeriam que poucas horas de sono aumentavam as chances de piores escolhas alimentares. Foi concluído então que é a própria falta de sono que provoca o aumento de peso.

Revista americana proíbe o termo “anti-idade” nas suas publicações

A revista americana Allure, referência mundial em beleza anuncia que a redação decidiu não utilizar mais em suas reportagens o termo "anti-idade", para se referir a produtos, procedimentos ou qualquer tema abordado em suas matérias. O objetivo da decisão é mudar a fora como pensamos no envelhecimento. “Uma mudança na forma como pensamos no envelhecimento começa com uma mudança na forma como falamos sobre o envelhecimento (…) conscientemente ou não, nós reforçamos a mensagem de que o envelhecimento é uma condição que precisamos combater”, diz a editora-chefe da revista, Michelle Lee, em um texto publicado no site da Allure. “Se há algo inevitável na vida, é que estamos envelhecendo. A cada minuto. A cada segundo (…) Repita comigo: envelhecer é algo maravilhoso, porque significa que temos a oportunidade, todos os dias, de viver uma vida feliz e completa”, continua ela. De acordo com o site M de Mulher, setembro é geralmente o mês que as revistas norte-americanas se dedicam às suas publicações mais importantes, elaboradas e volumosas, e a capa da Allure no mês em questão traz a atriz britânica Helen Mirren, de 72 anos. A matéria que contém a entrevista com Helen tem como título "Por que Helen Mirren gostaria de ter dito ‘Vá se foder’ mais vezes quando era jovem", e possui o mesmo espírito da decisão de não usar mais o termo "anti-idade" na publicação.

Charge do Duke


Em Brasília= Indígenas e quilombolas fazem vigília em frente ao STF

Lideranças indígenas e quilombolas de diversas partes do país montaram vigília na noite desta terça-feira (15) em frente ao Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília. Os grupos pretendem ficar no local até esta quarta (16), quando a Corte deve julgar ações ligadas à demarcação de terras. A pauta do Supremo inclui processos que tratam tanto dos territórios indígenas – incluindo trechos da Amazônia Legal –, quanto das áreas de populações remanescentes dos quilombos. Até às 21h desta terça (15), a Polícia Militar estimava cerca de 150 manifestantes. Os organizadores do ato não falaram em números atuais, mas dizem esperar até 20 mil pessoas. Alguns manifestantes estão acampados em comunidades tradicionais de Goiás e também devem permanecer na área próxima ao Ginásio Nilson Nelson, em Brasília. A previsão é de que eles permaneçam na Praça dos Três Poderes até o fim da votação. Não houve registro de conflito no local. A representante da Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (Conaq), Sandra Braga, mora com a família na comunidade de Mesquita, em Goiás. Para ela, se o STF declarar a inconstitucionalidade de um decreto de 2003 que reconheceu terras quilombolas, será "uma forma de trazer a escravidão de novo”.
Pauta indígena
Na manhã desta quarta (16), os ministros vão julgar ações que também envolvem o direito dos indígenas à terra. Os pleitos tratam de pedido de indenização por desapropriação indireta de terras incluídas no Parque Nacional do Xingu e nas reservas indígenas Nambikwára e Parecis, no estado do Mato Grosso. O julgamento deve determinar se as terras compreendidas no Parque Nacional do Xingu são, de fato, ocupadas tradicionalmente por povos indígenas. Também está o marco temporal, defendido por ruralistas. O documento, assinado recentemente, prevê que os indígenas e quilombolas só teriam direito às terras que estivessem sob sua posse no dia 5 de outubro de 1988, quando foi aprovada a atual Constituição Federal. Para o indígena Alberto Pereira, liderança da aldeia Buriti, no Mato Grosso do Sul, a medida “aumenta o conflito no campo” e “não resolve o problema de demarcação de terras no país”.

Servidores prometem greve contra governo temer se congelar salário

Os servidores públicos federais prometem greve contra o governo do presidente Michel Temer (PMDB), no final de agosto, se for confirmada a intenção de congelar o reajuste salarial de algumas categorias do funcionalismo e de limitar o salário inicial de novos servidores a R$ 5 mil. “Vamos fazer atos públicos para mostrar que, se o governo insistir, vamos endurecer nas nossas ações”, alertou o presidente do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho (Sinait), Carlos Silva, em entrevista à Folha de São Paulo. O dia nacional de protestos será realizado entre 29 e 31 de agosto, mas caberão às bases definir a data das paralisações nas suas regiões.

Previsão de salário mínimo para 2018 cai para R$ 969

A revisão das projeções econômicas para 2018 levaram o governo a reduzir o salário mínimo para o próximo ano. O valor de R$ 979 que consta na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) passará para R$ 969 durante a elaboração do Orçamento. A redução ocorreu por causa da diminuição da projeção de inflação, que caiu de 4,5% para 4,2% pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Por lei, até 2019, o salário mínimo é definido com base no crescimento da economia de dois anos antes mais a inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), índice próximo ao IPCA. Como o PIB recuou 3,6% em 2016, a variação negativa não se refletirá no salário mínimo de 2018. De acordo com o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, o valor do salário mínimo pode mudar até o início do próximo ano. Segundo ele, o Orçamento trabalha apenas com estimativas. “O salário mínimo só será conhecido em janeiro. Até lá, várias coisas podem mudar”, declarou.

Número de passageiros embarcados em viagens internacionais cai pela 1ª vez em 7 anos, diz Anac

O número de passageiros que viajaram do Brasil para outros países (e vice-versa) caiu em 2016 pela primeira vez em sete anos, revela estudo divulgado nesta terça-feira (15) pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). No ano passado, 20,9 milhões de pessoas fizeram viagens internacionais, contra 21,6 milhões em 2015. O estudo também mostra a variação das tarifas médias em dólar por destino entre 2011 e 2016. De modo geral, os preços das passagens em dólar para outros países caíram de 2015 para 2016, mas ficou mais caro viajar para a América do Sul e América do Norte. O dólar caiu 17% no ano passado e fechou em R$ 3,24. É a primeira vez que a Anac divulga um relatório sobre preços e volume de passageiros transportados com dados de empresas aéreas brasileiras e estrangeiras.

Lava Jato= PF cumpre mandados de busca e apreensão no Rio Grande do Sul e DF

Nesta quarta-feira (16), ''Policiais federais'' cumprem cinco mandados de busca e apreensão, no âmbito da Operação Lava Jato, em Brasília, no Distrito Federal, e em Porto Alegre, Canoas e Glorinha, no Rio Grande do Sul. Esta é a primeira vez que os desdobramentos da investigação alcançam o estado gaúcho. A operação combate crimes contra o sistema financeiro nacional, lavagem de dinheiro, evasão de divisas e corrupção. Além dos mandados, a Justiça Federal autorizou também o sequestro de bens e quebra de sigilo dosinvestigados. A investigação foi deflagrada com base no material apreendido em março de 2016, em uma operação na qual foram cumpridos 108 mandados de busca. A PF conseguiu aprofundar as investigações sobre esquema envolvendo lavagem de dinheiro por meio de entidade associativa ligada a grandes empreiteiras.

CNJ abre investigação sobre pagamentos suspeitos a 84 juízes do Mato Grosso

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) determinou ontem (15) a abertura de investigação sobre pagamentos com suspeitas de irregularidades a 84 juízes do Tribunal de Justiça do Mato Grosso (TJ-MT). O caso veio à tona após a imprensa publicar que um dos magistrados recebeu R$ 503 mil em julho. Diante do fato, o conselho determinou a suspensão imediata de novos repasses. De acordo com o corregedor nacional de Justiça, ministro João Otávio de Noronha, em janeiro, houve apenas uma decisão tomada pelo CNJ, em um caso específico, em que foi autorizado o pagamento de indenização de R$ 29,5 mil a uma juíza que atuou em uma instância superior. Segundo o TJ do Mato Grosso, os pagamentos foram amparados na decisão citada pelo CNJ. O juiz Mirko Vincenzo Giannotte, um dos magistrados beneficiados por um pagamento de R$ 503 mil, disse que os valores foram recebidos como compensações legais por ter atuado por dez anos em comarcas maiores da que está lotado. Entretanto, segundo Noronha, o entendimento não pode ser aplicado automaticamente aos demais magistrados que receberam as indenizações referentes a passivos, como indenizações e gratificações requeridas pelos juízes e que foram pagas retroativamente.

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Em Natal R/N= Robinson Faria reunido com cúpula do governo

Está reunido em sua casa no Condomínio Porto Brasil com toda a cúpula do seu governo...governador do R/N ''Robinson Faria'' avaliando a Operação Anteros que foi deflagrada pela Polícia Federal hoje... onde ele foi o principal alvo.

Volkswagen investe R$ 2,6 bilhões no Brasil

Ao completar 60 anos de atividade, a fábrica da Volkswagen na rodovia Anchieta, em São Bernardo do Campo (SP), recebeu um aporte de R$ 2,6 bilhões para desenvolvimento e produção da sexta geração do Polo e seu variante sedã, batizado de Virtus. Eles serão feitos sobre a plataforma modular MQB, a mesma base do Golf – este produzido em São José dos Pinhais, no Paraná. De acordo com a Volkswagen, "os investimentos contemplam as adaptações realizadas no modelo para as normas e os combustíveis locais, além das condições de ruas e estradas brasileiras. Um exemplo é que o Polo brasileiro contará com uma suspensão 20 mm mais alta que o modelo europeu".  

Volume de exportações cresce 12,5% em julho, aponta a FGV

O volume de exportações brasileiras aumentou 12,5% entre julho de 2016 e julho deste ano, segundo dados dos Indicadores de Comércio Exterior, divulgados hoje (15), no Rio de Janeiro, pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Em junho, a alta havia sido de 15,6%. No entanto, os preços dos produtos exportados só cresceram 0,7% no período. O volume das commodities (mercadorias com preços fixados em dólar) teve expansão de 19,6%, enquanto as não commodities acusaram uma alta de apenas 5,7%. Entre as atividades econômicas, o principal destaque ficou com a indústria extrativa, com crescimento de 49,7% no volume exportado. O setor agropecuário exportou 26% a mais em volume no período. Já a indústria da transformação teve a alta mais modesta entre os três setores: 3,1%.